Associação Alcione

Os extraterrestres

Os extraterrestres existem, ainda que os céticos duvidem

Quem pode assegurar que entre uma infinidade de galáxias, com seus bilhões de estrelas e planetas associados, somente a Terra está habitada por seres racionais? E se a Terra não fosse o único planeta habitado, quem poderia garantir que somos a humanidade mais adiantada?

Existem muitas evidências reais de que não estamos sozinhos no Universo. Aqueles que buscam a verdade sabem que, em muitos rincões da Terra, têm acontecido contatos com seres de outros mundos. Infelizmente, esse assunto tem sido muitas vezes ridicularizado e insistentemente negado a Humanidade.

Casos de misteriosos objetos têm sido registrados por radares em distintos lugares do mundo. Pilotos de aviões civis e militares têm sido testemunhas de avistamentos de objetos com capacidades que nenhum aparato terrestre possui, como viajar em enormes velocidades, frear ou acelerar instantaneamente, mudar de direção bruscamente em grande velocidade, etc.

OVNIS no México, Brasil, Chile, Argentina… Por todos os lados surgem notícias de avistamentos de naves extraterrestres.

Naves com diferentes formatos atravessam o céu, outras vezes aterrissam em terra firme e também são vistas saindo do oceano ou circundando vulcões.

Seres extraterrestres nos têm visitado faz milênios e tiveram contato com diferentes culturas, como nos confirmam numerosas narrações ao longo da história. As pessoas que têm tido contato com eles sustentam que são pessoas sábias e conscientes, com extraordinárias faculdades plenamente desenvolvidas, capazes de se comunicar telepaticamente entre eles; seres que nascem e morrem à vontade e cuja única religião é o respeito mútuo, o respeito a vida e aos demais.

Os extraterrestres têm sabido combinar inteligentemente a ciência da matéria e a ciência do espírito. Suas viagens interestelares são fruto de uma tecnologia muito avançada, sustentada por um desenvolvimento espiritual também elevado.

Seus conhecimentos são muito superiores aos que temos em nosso planeta, e possuem soluções para muitos dos problemas da humanidade, em diversos âmbitos: uso de energias, saúde, transporte, agricultura, aspectos climáticos, etc. No entanto, o desenvolvimento exagerado do nosso materialismo e dos defeitos psicológicos que temos em nosso interior, tais como a ambição, orgulho, cobiça, sede de poder, falta de amor, etc., não permite aos extraterrestres fazerem contato direto e transmitir seus conhecimentos em larga escala, devido ao mal uso que poderíamos fazer deles.

Há uma enorme preocupação, por parte das civilizações extraterrestres, com relação aos experimentos e o uso de armas nucleares na Terra e sua instalação no espaço.

Apesar dos extraterrestres não poderem interferir massivamente, eles podem ajudar individualmente as pessoas que estejam iniciando um trabalho sério de desenvolvimento espiritual.

Por outro lado, em breve, a humanidade se lançará em um holocausto atômico, e ocorrerão mudanças de gravíssimas consequências em nosso planeta. Os seres extraterrestres sabem disso e se preparam para resgatar a todos os que tenham começado um trabalho sério de transformação interior, de melhoramento espiritual, conforme nos ensina, de uma forma clara e simples, V.M. Rabolú, em seu livro “Hercólubus ou Planeta Vermelho”.

Atualmente, os habitantes da Terra, estamos cheios de orgulho e soberba. Já se levantou a Torre de Babel com a qual os cientistas pensam em conquistar o espaço exterior. As naves espaciais chegaram a Lua, e agora, os cientistas querem ir a Marte. O encontro com as humanidades de outros planetas é, por lógica dedução, totalmente inevitável e a nossa humanidade não restará mais remédio que transformar-se ou perecer.

Vida em outros planetas

Enquanto nossos cientistas tratam de encontrar algum vestígio da vida extraterrena, existem pessoas plenamente conscientes da existência de vida em outros planetas e que têm tornadas públicas algumas informações reveladoras. Uma dessas pessoas foi V.M. Rabolú, que descreve em seu livro “Hercólubus ou Planeta Vermelho”, sua própria experiência direta e pessoal com seres de outros mundos.

V.M. Rabolú afirma em sua obra:

“Tenho me relacionado muitas vezes com os extraterrestres e posso dar fé, testemunho desta maravilha de habitantes, que não tenho palavras com que descrever a sabedoria, a cultura e a vida angélica que levam”.

Ele descreve em seu livro a sociedade avançada que possuem os extraterrestres, em cujos planetas não existem nossas fronteiras e guerras, nem tampouco nossas misérias. Não têm problemas energéticos, nem de contaminação. Ninguém trabalha a força bruta porque quem trabalha são as máquinas, todas movidas com energia solar.

Ao falar sobre a relação humana diz:

“[…] Eles respeitam o livre arbítrio de cada pessoa. Não é como estes terrícolas que querem se apoderar do mundo a pura bala e ameaças. Estão muito equivocados os senhores norte-americanos com seus filmes e suas revistas que publicam”.

O fato de que V.M. Rabolú nos mostre a maravilha dessas civilizações superiores é um convite a uma reflexão. Reflexão sobre aquilo que podemos chegar a ser e que nunca fomos. Um convite para abandonar a vida mecanicista que nos caracteriza e transformarmos espiritualmente como seres humanos e como civilização.

Os seres humanos desta época devemos entender que os seres de outros mundos nos vigiam e sabem do cataclismo que se avizinha. Eles nos conhecem por dentro e por fora e serão eles que intervirão com suas naves para resgatar aquelas pessoas que tenham demonstrado verdadeiro amor pela humanidade e que tenham iniciado um trabalho sério por sua regeneração espiritual.